Telemedicina: atendimento online é opção para continuar cuidando da saúde

Essa modalidade de consulta permite ao paciente manter os cuidados em casa e evitar a automedicação

Devido à pandemia mundial do novo coronavírus e das recomendações de isolamento social, o Conselho Federal de Medicina (CFM) permitiu que médicos possam manter atendimentos online para orientar e auxiliar a população na prevenção da Covid-19 e também de outras doenças.

O médico angiologista e cirurgião vascular, Guilherme Jonas, explica que nesse momento tal medida é essencial para evitar que os pacientes sofram com algum tipo de doença sem procurar ajuda. “O recomendado é manter o contato com seu médico regularmente. Como ainda não temos certeza de quanto tempo o isolamento social irá durar, essa medida é importante para manter a saúde e cuidar adequadamente de qualquer sintoma fora do comum”, diz.

Guilherme ressalta que apenas casos de emergência e urgência devem ser atendidos presencialmente. “Agora, caso o sintoma seja leve, busque sempre como primeira opção o atendimento online. Isso é extremamente importante para evitar o risco de contaminação. Só busque atendimento presencial se for realmente necessário e após consultar um especialista – sempre prezando também por todas as medidas de segurança, como a higienização adequada”, orienta.

Automedicação é um risco à saúde

O especialista alerta que é preciso evitar a automedicação e tomar cuidado com remédios indicados nas redes sociais – muitas vezes sem comprovação científica. “Nunca faça uso de remédios que você não conheça. Lembre-se de usar apenas aqueles indicados após avaliação médica e, em caso de dor localizada, utilize um analgésico de costume para esse caso específico. Se ocorrer qualquer dúvida, não hesite em procurar o atendimento online”.

Cuidados com as pernas na quarentena

Para evitar doenças vasculares e dores, o angiologista ressalta a importância de evitar o sedentarismo e cuidar da alimentação durante o isolamento social. “Não mude sua rotina saudável pelo fato de estar em casa. Continue se alimentando bem, nos horários normais e sem exageros. Quanto aos exercícios, caso não possua uma área grande em casa, tente separar um espaço da sala ou do quarto, por exemplo, para realizar alongamentos e exercícios diários. A dica é pedir ao seu médico de confiança um programa de exercícios para a quarentena”, orienta.

Aqueles pacientes que sofrem com varizes ou outras doenças vasculares precisam manter o tratamento indicado pelo médico angiologista. “Não é recomendado realizar procedimentos de cunho estético. Então, para quem se incomoda com as varizes, vale a pena esperar um pouco. Já para os problemas mais avançados e que atingem a saúde, lembre-se de manter o tratamento indicado pelo médico”, finaliza.

Fonte: Guilherme Jonas, médico angiologista e cirurgião vascular, especialista em cirurgia vascular pela SBACV (Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular). CRMMG 44020, RQE 28561, 37143. Diretor técnico da clínica Angiomais em Belo Horizonte MG.

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email
Abrir Whatsapp
Agendar Consulta