Saúde vascular também é prioridade na pandemia

Manter uma rotina de exercícios e cuidar bem da alimentação são essenciais neste momento!

Manter a circulação do sangue de forma regular para alimentar os tecidos e órgãos do corpo, além de remover suas impurezas é função primordial da saúde vascular. É por meio da circulação venosa que as veias das pernas bombeiam o sangue de volta ao coração, e as válvulas venosas presentes no interior das veias impedem que o sangue regresse para os pés. 

O médico angiologista Guilherme Jonas, especialista em cirurgia vascular, afirma que as pernas têm grande influência em nosso organismo, e que sem os devidos cuidados com esses membros, as consequências podem atingir todo o corpo. “Se não cuidarmos de nossa saúde vascular, o nosso coração e demais órgãos podem sofrer com isso. A prática de exercícios físicos é essencial, mas outros tipos de cuidados também podem ajudar”.

Ele ainda acrescenta que é sempre bom ficar em alerta quando notar o surgimento de dores, inchaços, manchas ou pequenos vasinhos nas pernas, pois isso pode ser um sinal. “A não ser que a pessoa tenha feito alguma atividade de esforço nesses membros, as dores repentinas não são comuns. Se manter dentro do peso adequado também é importante, para não causar essa sobrecarga nos músculos inferiores e consequentemente o surgimento de problemas”, orienta.

O uso de roupas confortáveis que não permitam o bloqueio do fluxo sanguíneo também contribui para a circulação não ser afetada. “Calças muito apertadas, além de não serem muito confortáveis, atrapalham esse fluxo sanguíneo. Se utilizar, o ideal é trocar a vestimenta por outra mais leve assim que chegar em casa, aliviando as pernas”, pontua o angiologista. 

Outra dica do especialista é com relação à prática de exercícios físicos mesmo em casa. “Na quarentena, com muitas pessoas evitando ao máximo sair de casa, exercícios dentro de casa já são uma realidade. Se puder, tente caminhar pelo menos 20 minutos por dia ao ar livre, tomando os devidos cuidados e garantindo a saúde vascular”.

Não apenas exercícios físicos, mas o que comemos também faz muita diferença. “Além de ampliar a ingestão de água na rotina, comer adequadamente também é uma questão. Alimentos industrializados ou muito temperados dão aquela sensação de inchaço e podem causar retenção. Evite ao máximo esse consumo, preferindo os frescos. Outros fatores também podem contribuir para esses problemas de má circulação, como o tabagismo e as bebidas alcoólicas em excesso”, garantiu o cirurgião vascular.

Check-up é fundamental!

Por último, o angiologista lembra que os check-ups periódicos são mais que necessários para quem tem histórico de problemas vasculares na família, como as varizes. “Esse incômodo é bem comum, mas se tratado pode facilmente ser resolvido ou melhorado significativamente. Cuidar delas ainda no início é o mais indicado. Hoje temos muitos recursos e tecnologia disponível para isso. A prevenção é a melhor forma de não sofrer, portanto, tome cuidado sempre”, citou o diretor da Clínica Angiomais, no bairro Castelo, em Belo Horizonte.

Guilherme Jonas. Foto: Renato Matos

Fonte: Guilherme Jonas, médico angiologista e cirurgião vascular, especialista em cirurgia vascular pela SBACV (Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular). CRMMG 44020, RQE 28561, 37143. Diretor técnico da clínica Angiomais em Belo Horizonte MG (@drguilhermejonas).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
ENTRE EM CONTATO