Telemedicina: atendimento online é opção para continuar cuidando da saúde

Essa modalidade de consulta permite ao paciente manter os cuidados em casa e evitar a automedicação

Devido à pandemia mundial do novo coronavírus e das recomendações de isolamento social, o Conselho Federal de Medicina (CFM) permitiu que médicos possam manter atendimentos online para orientar e auxiliar a população na prevenção da Covid-19 e também de outras doenças.

O médico angiologista e cirurgião vascular, Guilherme Jonas, explica que nesse momento tal medida é essencial para evitar que os pacientes sofram com algum tipo de doença sem procurar ajuda. “O recomendado é manter o contato com seu médico regularmente. Como ainda não temos certeza de quanto tempo o isolamento social irá durar, essa medida é importante para manter a saúde e cuidar adequadamente de qualquer sintoma fora do comum”, diz.

Guilherme ressalta que apenas casos de emergência e urgência devem ser atendidos presencialmente. “Agora, caso o sintoma seja leve, busque sempre como primeira opção o atendimento online. Isso é extremamente importante para evitar o risco de contaminação. Só busque atendimento presencial se for realmente necessário e após consultar um especialista – sempre prezando também por todas as medidas de segurança, como a higienização adequada”, orienta.

Automedicação é um risco à saúde

O especialista alerta que é preciso evitar a automedicação e tomar cuidado com remédios indicados nas redes sociais – muitas vezes sem comprovação científica. “Nunca faça uso de remédios que você não conheça. Lembre-se de usar apenas aqueles indicados após avaliação médica e, em caso de dor localizada, utilize um analgésico de costume para esse caso específico. Se ocorrer qualquer dúvida, não hesite em procurar o atendimento online”.

Cuidados com as pernas na quarentena

Para evitar doenças vasculares e dores, o angiologista ressalta a importância de evitar o sedentarismo e cuidar da alimentação durante o isolamento social. “Não mude sua rotina saudável pelo fato de estar em casa. Continue se alimentando bem, nos horários normais e sem exageros. Quanto aos exercícios, caso não possua uma área grande em casa, tente separar um espaço da sala ou do quarto, por exemplo, para realizar alongamentos e exercícios diários. A dica é pedir ao seu médico de confiança um programa de exercícios para a quarentena”, orienta.

Aqueles pacientes que sofrem com varizes ou outras doenças vasculares precisam manter o tratamento indicado pelo médico angiologista. “Não é recomendado realizar procedimentos de cunho estético. Então, para quem se incomoda com as varizes, vale a pena esperar um pouco. Já para os problemas mais avançados e que atingem a saúde, lembre-se de manter o tratamento indicado pelo médico”, finaliza.

Fonte: Guilherme Jonas, médico angiologista e cirurgião vascular, especialista em cirurgia vascular pela SBACV (Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular). CRMMG 44020, RQE 28561, 37143. Diretor técnico da clínica Angiomais em Belo Horizonte MG.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
ENTRE EM CONTATO